Malácia da Laringe

A malácia da laringe é o “amolecimento” ou “colabamento” das cartilagens que compõem a laringe. A pessoa com esta condição sente dificuldade para respirar, pois o ar encontra resistência (obstrução) para chegar aos pulmões.

O Dr. Malucelli possui longa experiência no tratamento da estenose no Brasil e já realizou centenas de cirurgias em adultos, crianças e recém nascidos.

Como ocorre?

Em recém-nascidos a malácia/colapso mais comumente ocorre já ao nascimento, causando uma dificuldade respiratória em que geralmente haverá necessidade de intubação (colocação de um tubo através do nariz ou da boca até a traqueia) e colocação do recém-nascido em uma máquina de respiração artificial.

 

Recém-nascidos: geralmente, ocorre no nascimento.

Crianças: mais comumente, após infecções respiratórias mais greves ou após trauma na região cervical.

Adultos: quase sempre após a intubação, ou após uma traqueostomia ou cricostomia; também após um traumatismo da região cervical.

estenose

Os sintomas mais comuns é a presença de algum grau de dificuldade respiratória (falta de ar), principalmente quando a pessoa puxa o ar (inspiração), podendo ocorrer também quando solta o ar (expiração) ou em ambas. Poderá haver sintomatologia de tosse seca recorrente, ou mesmo algum grau de alteração da voz ou infecção respiratória de repetição (mais de 3 a 4 infecções no mesmo ano).

Como fazer o diagnóstico?

O exame que diagnostica as alterações das vias aéreas é a endoscopia respiratória. O exame de tomografia e ressonância pode ser utilizado como complementar.

Complicações associadas a essas doenças

É comum que as pessoas portadoras dessas doenças apresentem infecções respiratórias de repetição como: laringites, traqueítes, pneumonias. Devido a isso poderá, em longo prazo, haver sequelas pulmonares, além de haver o risco de ocorrer insuficiência respiratória grave e morte súbita.

Quais os tratamentos disponíveis?

Tratamento não-Cirúrgico

Indicado apenas para recém-nascidos que não apresentarem muitos sintomas respiratórios.  Deve-se aguardar o crescimento da via aérea e, com isso, poderá haver resolução espontânea.

Tratamento Cirúrgico

Na maioria dos casos, realizam-se cirurgias endoscópicas, sem a necessidade de incisão. Geralmente o tratamento será a ressecção da área atingida. Isso poderá ser alcançado em um único procedimento, mas muitas vezes serão necessários dois ou três pequenos procedimentos até o resultado final.

Alguns tipos de malácias poderão necessitar tratamento com cirurgias abertas na região cervical (pescoço). Essa cirurgia é realizadas através de uma incisão (corte) nesta região.

O uso de prótese internas (stents) é raramente utilizado para o tratamento das malácias dessa região.